Menú Cerrar

2006-10-28 Silo, La Reja, Buenos Aires, Cerimônia de Imposição

Nós vamos fazer uma Cerimônia de Imposição. E é para nós a questão da Força e tudo isso. Vamos repetir frases desse texto. E à medida que vamos dizendo essas frases, ajudam ao que se está dizendo. Vamos repetir para ajudar que cada um vá nessa direção. Cada um tem formas de se sintonizar, ou não. A melhor forma de se sintonizar nessas coisas é se meter com suas coisas, em “minha mente está inquieta…”, “meu corpo…” não sei o quê, bem, e tudo isso. Mas, tratando de me conectar com alguém que está dentro, que é consigo mesmo. Que é uma boa pessoa. Não há porque escapar disso. E temos que apontar a essa coisa interna de “boa pessoa”, que todos, inclusive eu mesmo, tenho. Todo o planeta, todo mundo tem uma boa pessoa dentro. Assim, porque tanta história e tanta distância quando temos aí algo para colocarmos em sintonia. Com nós mesmos. Com essa coisa interna que muitas vezes não vemos. Lógico que não vemos quando nos olhamos no espelho. Melhor assim, melhor assim. Ver como conseguimos essa sintonia. Vamos repetindo em algum momento algumas frases, até que consigamos nos sintonizar. Não com outros. Não com o “todo” e essas coisas. Não. Consigo mesmo. Com essa coisa profunda de cada um. Com o profundo de cada um. Com essa coisa que não tem tantas palavras